CAPOEIRA: LIVRO SOBRE MESTRE PASTINHA

postado por Jary Cardoso @ 2:35 PM |
14 de dezembro de 2009

Capa do livro que traça o perfil de Mestre Pastinha, escrito por Otto Freitas e José de Jesus Barreto

.

Novos perfis de

Gente da Bahia

O capoerista angoleiro Mestre Pastinha, o mestre das artes plásticas Juarez Paraíso, o abade beneditino Dom Timóteo, o deputado do divórcio Nelson Carneiro e o estudioso do afrobaiano Édison Carneiro: esse é o elenco de personalidades perfilados no novo pacote editorial da Coleção Gente da Bahia bancada pela Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (ALB), com lançamento marcado para essa terça-feira, dia 15 de dezembro, a partir das 16h30 no saguão Deputado Nestor Duarte, da ALB.

O Mestre Pastinha, sem dúvida o menos ilustrado dessa turma, deixou uma herança angoleira que se espalhou pelos cinco continentes e também ensinamentos de um sábio mulato nascido e criado nas ruas e becos do centro histórico de Salvador. Sua academia de Capoeira Angola foi uma referência no Pelourinho:

Tudo o que penso da capoeira, um dia escrevi naquele quadro que está na porta da academia. Em cima só essas três palavras: Angola, Capoeira, Mãe. E embaixo, o pensamento: Mandinga de escravo em ânsia de liberdade; seu princípio não tem método; seu fim é inconcebível ao mais sábio capoeirista.

Os jornalistas Otto Freitas e José de Jesus Barreto traçaram o perfil do filósofo popular e mestre maior da capoeira angola da Bahia, Vicente Ferreira Pastinha.

O perfil do professor Juarez Paraíso, um ícone de inquietação e modernidade durante décadas no âmbito das Belas Artes baianas é de autoria do jornalista e escritor Claudius Portugal; Fabiano Viana Oliveira escreveu sobre o abade Dom Timóteo Amoroso Anastácio, figura corajosa, serena e marcante que dirigiu o mosteiro de São Bento de Salvador durante os anos mais duros da ditadura militar. O mesmo autor escreve o perfil do político Nelson Carneiro.

Em parceria com Luis Alberto Couceiro, o jornalista Biaggio Talento assina o perfil de Édison Carneiro, uma indispensável referência para os estudiosos das raízes africanas que forjaram a identidade baiana.

Dessa turma de personalidades – a grande maioria nascida e alguns adotados pela Mãe Preta Bahia –, todas marcantes dentro do mundo cultural baiano destas seis/sete últimas décadas, apenas Juarez Paraíso continua em plena atividade, pintando, criando, dando aulas, orientando gerações.

Ler esses perfis é mergulhar na compreensão da história dessa terra tão singular, sobretudo pela mistura de tantos signos culturais. Esses eleitos foram/são protagonistas, cada um no seu fazer, do cabedal baiano que tanto nos orgulha e diferencia.

OUTROS

A Coleção Gente da Bahia foi lançada em 2008, com os livros: Carybé – Um capeta cheio de arte, de José de Jesus Barreto e Otto Freitas; Gordurinha – Baiano burro nasce morto, de Roberto Torres; Riachão – O cronista do samba baiano, de Janaína Wanderley da Silva; Guido Guerra – O papagaio devasso na casa dos sem jeito, de Luiza Torres; e Mulher de Roxo – A dona da rua Chile, de Patrícia Sá Moura.

Já estão previstos os próximos lançamentos, para 2010: Calazans Neto – O gravador de Itapuã, Lindembergue Cardoso – Réquiem para o sol, Walter Spinelli – O alfaiate que Adão não conheceu, Carlos Lacerda – Um piano da Bahia e Milton Santos – Reflexões póstumas de um livre pensador.

*

(zédejesusbarrreto – 15dez/2009.)

.

Tags: , , , , , , , , , , , ,

3 Responses to “CAPOEIRA: LIVRO SOBRE MESTRE PASTINHA”

  1. Aléxis Góis  Says:

    Você esqueceu de mencionar o livro “Roberto Pires – inventor de cinema”, escrito por mim e lançado pela mesma Coleção Gente da Bahia, em sessão especial de homenagem ao cinema baiano na Assembleia Legislativa em maio de 2009.

  2. jarycardoso  Says:

    Caro Aléxis Góis,

    Enviei sua reclamação ao autor deste release transformado em post, zédejesusbarrêto, e ele pediu desculpas e explicou a omissão com seu jeito baiano:

    *

    Pô Aléxis, me perdoe.
    é que o livro foi lançado em maio… já distante…
    e, cá pra nós, cabeça de véi que fumou muito tende a ir deslembrando as coisas, assim.
    eu tb não tenho um exemplar do dito cujo e queria muito tê-lo, até porque Roberto Pires foi um pioneiro,
    precursor de Glauber Rocha

    email-me: zedejesusbarreto@uol.com.br

    eu

  3. Miguel  Says:

    Seriously, great article. Where can I find your RSS feed?

Leave a Reply



Grupo A TARDE

empresas do grupo

jornal a tarde | a tarde online | a tarde fm | agência a tarde | serviços gráficos | mobi a tarde | avance telecom | massa!

iniciativas do grupo a tarde educação | a tarde social


Rua Prof. Milton Cayres de Brito n° 204 - Caminho das Árvores - Salvador/BA, CEP-41820570. Tel.: 71 3340-8500 - Redação: 71 3340-8800


Copyright © 1997 - 2010 Grupo A TARDE Todos os direitos reservados.